7.25.2009

O rebolado da pequena

Com sua protuberante barriga, ele olhou a pequena, que dançava na calçada com mais duas amigas, ela rebolava, descia até o chão. Ele passou, olhou, desejou aquela menina que não passava dos quatorze anos. Já um pouco elevado com suas doses de pinga do boteco da esquina. Em poucos segundos, ele queria meter nela com toda a força e mostrá-la como realmente se rebolava. Ela avistou-o do outro lado da calçada, se intimidou um pouco e disse as amigas:

- Meu pai bebeu de novo.

8 comentários:

Clara disse...

opa...senti um pqno momento paulistaninho?

Adriano Veríssimo disse...

Puxa. Foi exatamente isso, só não nomeei como...

vc me entende, me compreende, sabe de mim e como sou.

te amo

H. Henrique disse...

Menino faz isso não... tô eu aqui brisado lendo isso... quase meu coração morre de falência múltipla dos órgãos...

Auíri Au disse...

Alcool, a igreja dos bebados...
Abraços

vah...em minhas transições disse...

ai!


*
saudades...
beijo
vah=]

Kari disse...

Um tanto quanto...
Chocante!
Mas não real...

Beijos

Kari disse...

Opa! Um erro...

Um tanto quanto...
Chocante!
Mas TÃO real!

Beijão pra tu

Salaylm disse...

Chocante.