1.15.2010

Bambolê

respirar fundo

então é encher os pulmões de alegria, esperança e

saber que tudo é novo

os caminhos

as bossas

as mechas

o peito, de antes, resfriado

hoje, é novo, amado

e respirar fundo

e sentir, que tudo é novo

novo

de tão novo

não abri a embalagem

[leia agora debaixo para cima]

Como pode ver tudo é ciclico. Tudo vai e volta. Tenho sentido o gosto disso, do que foi, voltar, mas este ano não, este é novo, e estou eu aqui, um ano mais velho, porém, um ano mais novo que o ano que vem e com muito gás, obrigado.

Vambora 2010, vamo arrepiar!

4 comentários:

Ale Danyluk disse...

Driiiiiii,

Você se torna um orgasmo literário em cada linha que deixa escorrer de suas màos e faz chegar na alma.
Bora viver sim, intensamente, de um lado pro outro, cabeça erguida, sempre em frente...

Me lembrei daquela música do Chico, aquela roda viva que faz a gente não parar nunca...

Roda mundo, roda gigante
Roda moinho, roda pião
O tempo rodou num instante
Nas voltas do meu coração...

A gente vai contra a corrente
Até não poder resistir
Na volta do barco é que sente
O quanto deixou de cumprir
Faz tempo que a gente cultiva
A mais linda roseira que há
Mas eis que chega a roda viva
E carrega a roseira prá lá...
"
Beijooooooo e muita luz
Ale

Carol Mioni disse...

Adoro essas coisas de ler em dois turnos! rs Adorei!

Clara disse...

Lindo..Real e Intransponivel!
Eu te Amo

marcela (arlequinal) p. disse...

§

Happy New Year!

§