11.25.2008

Criança

Ah criança...
Se ao menos criança fosses
Se pudesse correr e brincar
Divertir-se com os tropeços do próximo
Ser inconseqüente
Despreocupado
Ahh criança...
Que bom que se criança fosses
Calar quando é preciso falar
Gesticular e nada dizer
Berrando ao mundo, mas parado no mesmo lugar
Ahh criança...
Que ainda não sabe viver
Muito tem a aprender bebê-nhenhê
Com o rosto angelical
Abraço quente
Não deixarei que saibam
do demônio que és
Criança, Criança
Se criança fosses
poderia fazer tudo o que fazes
mas não podes mais desfrutar disso
cresça criança
o show da Xuxa acabou
e o palhaço do amor
não te visita mais
Criança...
Criança grande
fria, calculista e de poucos risos
Quem dera soubessem
que és mais maligno
e maldoso que uma
pobre criança.
Ahh Criança...

(Adriano Veríssimo)

3 comentários:

Aryane Collin disse...

Nossa, que texto forte Dri.
Faz tempo q não passo por aqui né?
bjus

Cícero Nascimento disse...

uou!!!!! Conhece a Criança?
Sim, conheces eu sei...

beijos

marcela (arlequinal) p. disse...

§

Respondendo com músicas:

"Já reparou na inocência cruel das criancinhas com seus comentários desconcertantes? Adivinham tudo e sabem que a vida é bela!"
(Cazuza)

§