9.15.2008

Depois de uma tarde fria e quente ao mesmo tempo...



A chuva mostrou em verões passados no vidro embaçado do meu carro, que não posso chorar as lágrimas do mundo - não encheria o oceano. Em silêncio, grito, balbucio gemidos. As gotas de orvalho, ou mesmo o frio da madrugada sem cobertor, me resfriam. Há uma partícula ponte-aguda que me cutuca, como vodu, que machuca, dói. Reparando no que sei, no que penso e digo saber, vejo-me confuso, pelo o quê, eu não sei, sei que incomoda. Quando pisei nas terras desconhecidas deste novo mundo, eu cá de mãos vazias, com o coração trancado, solitário; quase fugi, para onde, nem imagino, mas ia e sem medo. Fiquei, seria fraco se assim fizesse. Fico, fui forte há um mês e estou sendo forte hoje. O que eu quero agora, é chorar um pouco, um beijo seu e nada mais.

8 comentários:

O Menino Trovador disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
O Menino Trovador disse...

Uma música pra essa tarde de domingo que foi ótima!

Bjoks

Podem me chamar e me pedir e me rogar
e podem mesmo falar mal, Ficar de mal, que não faz mal,
Podem preparar milhões de festas ao luar
Eu não vou ir, melhor nem pedir, eu não vou ir, não quero ir,

E também podem me entregar e até sorrir e até chorar
E podem mesmo imaginar o que melhor lhes parecer
Podem espalhar que estou cansado de viver
E que é uma pena para quem me conhecer,

Eu sou mais você e eu.
... Eu sou mais você e eu.

Palavras de um mundo incerto disse...

Bah, chorar faz bem... de vez em quando.

Abs


Marcos Seiter

Adriano DiCarvalho disse...

Então chora, querido, chora... De vez em quando faz mais que bem. Palavra!
Quanto ao beijo, corra atrás dele!

ABS.

Zek disse...

vou concordar com o amigo aí de cima, chorar faz bem... as vezes.

Tudo ou nada ... disse...

Olá meu amigo, bom ter-te de volta
Abraços

Clara disse...

Putz...
Chorar...Eu cansei sabe...Alias preciso dar umas boas risadas contigo...

Do Jeito Que Eu Sou disse...

"somos vitimas dos viloes que nós mesmo escolhemos"