6.11.2007

Bem, muito bem!

É bom poder mudar. Olhar os carros sem se surpreender com a rua contramão na sua frente, somente viro a direita, ou a esquerda e continuo.

É bom sorrir, poder abraçar os amigos e beijar quem te agrada. Gosto do som e das luzes da noite, gosto também do perfume no pescoço estranho.

Sinto-me feliz, porque mudei, me livrei e já me vejo em outras e outras companhias. É bom poder mudar, se sentir mais leve, mesmo estando com aquela espinha no meio da testa, fazendo o terceiro olho, mas estando bem e desencanado.

Me peguei nesses ultimos dias mais vaidoso, mas ligando menos para a minha aparência. Não, não fiquei louco! Quem me conhece sabe como sou - vaidoso demais. Porém percebi que estou cada vez ligando mais para arte do que pra mim. Me pego como profissional realmente.

"Esse corpo não é meu, é do personagem que me toma."

E quero pode viver cada momento no palco ou na rua, intensamente, assim como é minha vida. Me desligando cada vez mais desse homem que pode ser que exista ou não, mas que o que está em cima do palco seja verdadeiro e com sinceridade no olhar.

repito:

"Esse corpo não é meu, é do personagem que me toma."

.
Estou muito feliz, graças aos meus amigos e também por estar coonhecendo pessoas bacanas e que estão me fazendo muito bem.
Bjo grande,
Dri Veríssimo

1 comentário:

Deusa Do Amor e waterboy disse...

ola meu doce amigo
fiquei muito feliz por ti
ao ler teu post
saudades de vir aqui mas e um pouco falta de tempo
beijo doce
tudo de bom